CARNAVAL UMA FESTA PAGÃ !



O Carnaval, essa festa que arrebata multidões para as ruas, promove desfiles suntuosos, comilança, excessos em geral e também muita violência, liberalidade sexual etc. Ao estudarmos a origem do Carnaval, vemos que ele foi uma festa instituída para que as pessoas pudessem se esbaldar com comidas e festa antes que chegasse o momento de consagração e jejum que precede a Páscoa, a Quaresma.
Veja o que a The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997 nos diz a respeito: "O Carnaval é uma celebração que combina desfiles, enfeites, festas folclóricas e comilança que é comumente mantido nos países católicos durante a semana que precede a Quaresma. Carnaval, provavelmente vem da palavra latina "carnelevarium" (Eliminação da carne), tipicamente começa cedo no ano novo, geralmente no Epifânio, 6 de Janeiro, e termina em Fevereiro com a Mardi Gras na terça-feira da penitência (Shrove Tuesday)." (The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997. Traduzido por Irlan de Alvarenga Cidade)



Em contra partida vemos que isso era apenas um pretexto para que os romanos e gregos continuassem com suas comemorações pagãs, apenas com outro nome, já que a Igreja Católica era quem ditava as ordens na época e não era nada ortodoxo se manter uma comemoração pagã em meio a um mundo que se dizia Cristão.


"Provavelmente originário dos "Ritos da Fertilidade da Primavera Pagã", o primeiro carnaval que se tem origem foi na Festa de Osiris no Egito, o evento que marca o recuo das águas do Nilo. Os Carnavais alcançaram o pico de distúrbio, desordem, excesso, orgia e desperdício, junto com a Bacchanalia Romana e a Saturnalia. Durante a Idade Média a Igreja tentou controlar as comemorações. Papas algumas vezes serviam de patronos, então os piores excessos eram gradualmente eliminados e o carnaval era assimilado como o último festival antes da ascensão da Quaresma. A tradição do Carnaval ainda é comemorada na Bélgica, Itália, França e Alemanha. No hemisfério Ocidental, o principal carnaval acontece no Rio de Janeiro, Brasil (desde 1840) e a Mardi Gras em New Orleans, E.U.A. (dede 1857). Pré-Cristãos medievais e Carnavais modernos tem um papel temático importante. Eles celebram a morte do inverno e a celebração do renascimento da natureza, ultimamente reunimos o individual ao espiritual e aos códigos sociais da cultura. Ritos antigos de fertilidade, com eles sacrifícios aos deuses, exemplificam esse encontro, assim como fazem os jogos penitenciais Cristãos. Por outro lado, o carnaval permite paródias, e separação temporária de constrangimentos sociais e religiosos. Por exemplo, escravos são iguais aos seus mestres durante a Saturnália Romana; a festa medieval dos idiotas inclui uma missa blasfemiosa; e durante o carnaval fantasias sexuais e tabus sociais são, algumas vezes, temporariamente suspensos." (The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997. Traduzido por Irlan de Alvarenga Cidade)


A Enciclopédia Grolier exemplifica muito bem o que é, na verdade, o carnaval. Uma festa pagã que os católicos tentaram mascarar para parecer com uma festa cristã, assim como fizeram com o Natal. Os romanos adoravam comemorar com orgias, bebedices e glutonaria. A Bacchalia era a festa em homenagem a Baco, deus do vinho e da orgia, na Grécia, havia um deus muitíssimo semelhante a Baco, seu nome era Dionísio, da Mitologia Grega Dionísio era o deus do vinho e das orgias. Veja o que The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997 diz a respeito da Bacchanalia, ou Bacanal, Baco e Dionísio e sobre o Festival Dionisiano:


"O Bacanal ou Bacchanalia era o Festival romano que celebrava os três dias de cada ano em honra a Baco, deus do vinho. Bebedices e orgias sexuais e outros excessos caracterizavam essa comemoração, o que ocasionou sua proibição em 186 dC." (The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997. Traduzido por Irlan de Alvarenga Cidade)


Essa descrição da Bacchanalia encaixa como uma luva em Carnaval
"Da Mitologia Romana, Baco era o Deus do vinho e da orgia. O filho de Semele e Júpiter, Baco era conhecido pelos gregos como Dionísio. Sua esposa era Ariadine."

"Dionísio era o antigo deus grego da fertilidade, danças ritualísticas e misticismo. Ele também supostamente inventou o vinho e também foi considerado o patrono da poesia, música e do drama. Na lenda Órfica Dionísio era o filho de Zeus e Persephone; em outras lendas, de Zeus e Semele. Entre os 12 deuses do Monte Olimpo ele era retratado como um bonito jovem muitas vezes conduzido numa carruagem puxada por leopardos. Vestido com roupas de festa e segurando na mão uma taça e um bastão. Ele era geralmente acompanhado pela sua querida e atendido por Pan, Satyrs e Maenades. Ariadine, era seu único amor."



"O Festival Dionisiano era muitas vezes orgíaco, adoradores algumas vezes superavam com êxtase e entusiasmo ou fervor religioso. O tema central dessa adoração era chamado Sparagmos: deixar de lado a vida animal, a comida dessa carne, e a bebida desse sangue. Jogos também faziam parte desse festival." (The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997. Traduzido por Irlan de Alvarenga Cidade)



O Festival Dionisiano então, não parece ser a mesma coisa que a Bacchanalia e o Carnaval?
Nós, os Cristãos, não devemos concordar de modo algum com essa comemoração pagã, que na verdade é em homenagem a um falso deus, patrono da orgia, da bebedice e dos excessos, na verdade um demônio. Pense nisso.



(Por: Irlan de Alvarenga Cidade)


Um abraço e bom feriado!! Pr André

Está chegando a hora da quarta feira de cinzas!!!

Esta palavra cinzas tem ao meu ver um duplo sentido:
  • A saúde, o vigor e o ânimo estão em cinzas devido a maratona de esforços físicos e de bebedeiras.

  • A alma e o espírito estão em cinzas devido a fome.

Talvez você me pergunte:

- O que cinzas tem a ver com fome?

Simples. Neste período chamado festa da carne onde os desejos mais obscuros são alimentados e concretizados, o ser espiritual do ser humano que deveria ser trabalhado e alimentado para que, fazendo assim, pudessemos nos tornar pessoas cada vez melhores para nós mesmos e para os outros. Daí as cinzas, cinzas do bem, cinzas do amor, cinzas da fé, cinzas da tolerância, cinzas de tudo que não é carne mas do espírito.

O problema que depois da quarta precisamos ajudar, amar, trabalhar, liderar, produzir, ensinar e para tudo isto precisamos de mais do que cinzas espirituais, na verdade precisamos de muita saúde espiritual para enfrentar a vida e termos êxito.

É um pena que muitos não conseguem ver deste jeito, mas e você consegue ver assim? Se consegue, vamos ajudar aqueles que ainda não conseguem, vamos amá-los, ensiná-los através de nossa vida, ouví-los nos momentos difíceis e também vamos aproveitar a nossas formar de ver as coisas para tomar território e assumir posições de liderança através da nossa ética, caráter e dedicação.


Lembre-se você é especial e seu trabalho e caráter não são em vão no Senhor!!!
Um abraço e Shalom!!


Por amor aos nossos filhos?

Irmãos por amor aos nossos filhos proclamemos como igreja o valor e a singularidade da Bíblia Sagrada.

O grande projeto do nosso inimigo, satanás, em nossos dias não é impedir sua igreja de crescer, ou impedir o louvor, ou a oração,apesar destas coisas o interessar, O seu grande projeto é ver a geração que hoje tem até 10 anos crescendo debaixo da mentira que a Bíblia ém um livro importante,mas não é infalível, tem sim alguns erros, ou histórias que são mitos.

Fazendo isso ele não busca acabar com a religião, mas acabar com os princípios, não busca acabar com o prédio, mas com o alicerce, daí acabar com o prédio é uma questão de tempo. Um prédio pode estar muito bonito por fora mais se ele não tem um bom alicerce não poderá ser utilizado, ou seja torna-se uma bela obra mais sem verdadeira utilidade.

Pense nestas coisas!!!!

Um abraço e shalom!!!
"EU AMO A BÍBLIA SAGRADA" Pr André

Querem roubar a Bíblia Sagrada de nós!!!

Estava analisando a matéria da veja que aborda o embate Criacionismo X Evolucionismo e percebi algo interessante, eles não querem convecer as pessoas que Deus não existe, até porque encontrariam muita resistência, eles querem simplesmente roubar a Bíblia de nós.


Talvez você me pergunte como roubar a Bíblia de nós? Simples. Acreditar no evolucionismo não é acreditar que Deus não existe, e acreditar que a Bíblia não fala a verdade quando conta sobre a criãção do homem, se isto não é verdade na Bíblia como garantir que alguma coisa seja?


Querem nos apresentar um Deus, uma fé, mais sem Bíblia. Parece atraente, todos se respeitando cada um como seu Deus. Se isto acontecesse, depende de nós para não acontecer, a religião Cristã perderia o seu referencial primás e empoucos anos seria engolida pelos princípios deste mundo, ou seja, poderíamos até ter igrejas mais o verdadeiro cristianismo ficaria para tráz. Parece que eu já ví isso em algum lugar de Roma.



Portanto irmãos deixe Deus te usar saia da passividade e deixe Deus te colocar como uma luz para este mundo de trevas, a Bíblia precisa ser lida e vivida para que ela possa causar o estrago que só ela pode fazer nos princípios terríveis deste mundo influenciado por demoniôs tão cruéis. A vitória já foi conquistada, estamos assentado acima de todo mal, agora e acreditar e viver o que acreditamos.



Um abraço e Shalom

EU AMO A BÍBLIA SAGRADA- Pr André