QUEBRANDO O CICLO DO DESRESPEITO

Nem sempre é proveitoso para nós quando formarmos opiniões acerca de quem somos, de nosso valor, do que podemos fazer com sucesso, do nosso lugar na sociedade a partir das observação de como somos tratados, pelo contrário, quando olhamos como as pessoas de uma forma geral são tratadas pelos pais, amigos, poder público, enfim, sociedade em geral, salvo raras exceções é claro, o que vemos é uma geração sendo treinada à baixa auto estima, país ausentes e famílias desestruturadas, amigos apresentando drogas, praticando violência escolar e exigindo lealdade mórbida ou exclusão do ciclo de amizades, poder público usando indevidamente os recursos gerados com tanto suor e determinação, os hospitais que deveriam cuidar dos mais fragilizados sendo na verdade uma escola de desrespeito a vida. Talvez você me diga “eu não vejo a realidade tão ruim assim” que bom que você é um destes poucos felizardos entre os milhões de desrespeitados em nossa nação, mas se de alguma forma você sente o senso de valor próprio sendo oprimido por estas realidade, acredito ter algumas informações que poderão ser muito importantes para você.

Bem, a primeira consciência que você precisa ter é que essas ações de desrespeito geram em nós uma atitude cíclica, ou seja, sou desrespeitado, tenho o meu senso de valor desarticulado e acabo desrespeitando outros, o que acaba gerando um ciclo de desrespeito em todos os âmbitos da sociedade, gerando assim, uma sociedade doente. Porém, a Bíblia Sagrada, a palavra de Deus, fonte de toda sabedoria, nos mostra um Deus preocupado em quebrar este ciclo, veja o que diz o livro de Isaías no capítulo 43:1-4 “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” Deus olhou para o povo que tanto amava e viu que esse povo, por causa de suas próprias atitudes inadequadas, estavam sofrendo, sendo desrespeitados pelos que estavam a sua volta, que situação triste para este povo, porém, Deus sabe como quebrar este ciclo de dor e sofrimento e gerar esperança, é isto que Ele fez através deste texto bíblico e ainda faz hoje.

Deus sabia que as circunstâncias exteriores eram desfavoráveis, o ciclo do sofrimento estava estabelecido, porém, que o que Ele pensava era diferente em relação às circunstâncias exteriores, sua visão era de cuidado, amor e prosperidade, realidade muito diferente da que eles estavam vivendo. Mesmo que os empiristas discordem, a verdade é que quando todos os caminhos vão mal aqui fora existi um caminho dentro de nós, a Bíblia chama este caminho de caminho do coração do homem, e Deus muda este caminho, mesmo que aqui fora esteja tudo fora do lugar. Mas como Deus muda este caminho chamado caminho do coração? Através da convicção interior que o Espírito Santo gera em nós quando lemos e ouvimos as promessas de Deus registradas a nosso favor, quando ouvimos recorremos a um argumento superior, um autoridade superior as autoridades deste mundo, superior aos descaminhos deste mundo e superior ao descaso das pessoas que deveriam nos proteger, enfim, a autoridade que é o caminho a verdade e a vida(Jo 8:32), só provando da reconstrução de nossos caminhos interiores poderemos quebrar o ciclo de sofrimento que o descaso produz e iniciarmos, a partir dos milagres em nossa vida, a construção de uma sociedade mais justa a partir dos valores cristãos.

Shalom- Pr André Carvalho

Artigo publico no Jornal Monitor Campista em 22/06/2009