MARCHA DA CONQUISTA EM 2009

Durante os últimos dois anos a Igreja Cristã da nossa cidade, representada por pastores das mais diversas denominações, tem se reunido para orar em função dos desafios que enfrentamos fruto dos momentos históricos que esse povo chamado campista tem protagonizado, esta caminhada de oração culmina com uma marcha chamada “ Marcha da Conquista” .

Esse ano, na sua terceira edição, o foco será o amor, a volta ao que chamamos de primeiro amor, uma chamada de retorno à essência cristã conforme está escrito em Mateus 22:37-39 “Jesus respondeu: Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.” Este é o maior mandamento e o mais importante. E o segundo mais importante é parecido com o primeiro: Ame os outros como você ama a você mesmo.”(NTLH). Acredito que vai ser um momento muito precioso de reflexão e pluralidade na busca pela exaltação do nome do nosso senhor, salvador e mentor de nossas vidas Jesus Cristo, visto que não há como falar de amor sem perceber e refletir acerca do exemplo de vida, morte e ressurreição de nosso Senhor.

Tenho participado de toda a construção das marchas dês da primeira e é comovente a determinação, o amor, a dedicação e desprendimento que centenas de irmãos têm ofertado sobre este projeto, longe de nós acreditarmos que alcançamos a plenitude bíblica que Cristo projetou quanto à atuação da igreja frente à sociedade, é óbvio que temos um longo caminho a percorrer rumo a uma manifestação viva e plena do reino de Deus e consequentemente do seu amor a nossa cidade, porém, entendemos que, como Pedro, precisamos andar sobre as águas revoltas do mar, precisamos dar passos, ainda que sejamos homens de pequena fé, e se por acaso começarmos a afundar nas nossas debilidades, imaturidades e talvez até ignorância, o Senhor estenderá as suas bondosas mãos e nos sustentará ( MT 14:32). O importante é que arriscamos acreditar que podemos andar juntos, que podemos sair de nossos monastérios e aprender com irmãos que são diferentes em diversas facetas, mas que amam ao Senhor Jesus como nós, vale lembrar, que esta sinergia descortina nossa alma acerca do quanto somos cheios de nós mesmos e de quanto precisamos uns dos outros. Dogmatismo cego gera julgamento e intolerância, entendimento bíblico profético gera amor, compaixão, tolerância e aprendizado.

Enfim, será hoje nossa marcha 2009, veremos o nascimento do fruto do nosso penoso trabalho, seremos juntos ministrados pelo Senhor e veremos o amor, a unidade, o respeito e a humildade de Cristo em nós atraindo pessoas a conhecer o único que merece toda honra, glória e louvor eternamente Yeshua (ישוע), Jesus, nosso salvador.


Pr André Carvalho – Igreja Evangélica Manancial de Vida
Artigo publicado no jornal O Monitor Campista em 10/08/2009