A religiosidade é uma das mais terríveis armas que o diabo usa para tentar destruir a obra de Deus:

Quais são as atitudes de um religioso? O Senhor, através do profeta Isaías nos revelou as atitudes dos religiosos neste texto:

(IS 29:13) O Senhor disse: Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim, e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, que maquinalmente aprendeu,

No novo testamento nós vemos na prática como age um religioso através das atitudes dos escribas e fariseus. Certa vez Jesus os repreendeu declarando o texto de Isaías:

(MT 15:7-9) Hipócritas! Bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.

O perigo da religiosidade na vida dos discípulos:

A religiosidade entra sutilmente na vida dos discípulos e como um câncer vai destruindo todo o corpo. A verdade é que ninguém se acha um religioso, mas infelizmente todos nós temos alguns traços de religiosidade no nosso caráter. Precisamos de discernimento para saber quando ela está atuando nas nossas vidas para que possamos nos livrar dela completamente.

Jesus chama a religiosidade de hipocrisia. Uma pessoa hipócrita é uma pessoa falsa e fingida. Em outras palavras, ela não é o que aparenta ser exteriormente.

Os escribas e fariseus eram extremamente religiosos. No Capítulo 23 de Mateus, Jesus censura fortemente esses homens.
(MT 23:1-3) Então, falou Jesus às multidões e aos seus discípulos: Na cadeira de Moisés, se assentaram os escribas e os fariseus. Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem.

Este texto mostra que um religioso está em uma condição pior do que um incrédulo, Pois, Jesus alertou não somente os seus discípulos do perigo de imitar as obras dos escribas e fariseus, mas também alertou a multidão que era composta por pessoas incrédulas.

Os escribas e fariseus eram mestres da lei de Moisés. Eles se achavam mais justos do que os demais, pois até escreviam alguns textos da lei na sua testa e no seu peito (próximo ao coração), mas não viviam de acordo com a lei.

Ao contrário dos religiosos que não viviam aquilo que pregavam, Jesus era a lei encarnada. João, o discípulo amado de Jesus, testemunhou dizendo: “E o verbo (palavra) se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e verdade” (JO 1:14). Tudo o que Jesus nos mandou fazer, Ele antes praticou. Precisamos compreender que Jesus era um homem como todos nós, sujeito as mesmas fraquezas e sentimentos, mas Ele guardou a sua vida em santidade diante do Pai. (HB 4:15) Diz que Ele em tudo foi tentado, mas sem nenhum pecado.

Como é um religioso: (MT 23)
1-O religioso é falso e fingido. (Jesus os chama de hipócritas várias vezes). (MT 23).

2-Ele não é o que aparenta ser porque se preocupa muito com o seu exterior, mas o interior está todo comprometido. (V-26 a 28).

3-Ele julga as pessoas: gosta de apontar os defeitos das pessoas tanto as de fora como as do meio em que congrega. (MT 7:1-5).
4-Gosta de estar em evidência. Gosta de ser elogiado ou visto pelas pessoas. (V-6-10).

Qual a conseqüência que a religiosidade traz para a vida de uma pessoa:
1-A religiosidade abre brechas para os demônios atuarem. (os religiosos eram usados pelo diabo para tentarem Jesus).

2-Ela conduz a pessoa a cegueira espiritual e dureza de coração. (V-16-17). (Jesus chamou os escribas e fariseus de guias cegos)

3-Ela destrói qualquer relacionamento: Até mesmo conjugal. (porque a hipocrisia é fingimento e falsidade. Nenhum relacionamento pode prosperar dessa forma).

4-Ela pode levar uma pessoa para o inferno: Jesus disse que os religiosos não entram no reino de Deus e também impedem as pessoas de entrarem. (Isto fala de mau testemunho). Uma pessoa que se declara um discípulo de Jesus e vive de qualquer forma, pode causar escândalo aos mais fracos e até mesmo impedir as pessoas de chegarem a Deus. V-13 e V-15.

A religiosidade pode atuar na vida de qualquer tipo de pessoa:
Um religioso pode ser: Um discípulo, um discipulador, um marido, uma esposa, um pastor. Por isso precisamos colocar nossas vidas diante de Deus e pedir revelação daquilo que pode ser um traço de religiosidade.

Como podemos ser curados desse mal:
O primeiro passo para a cura, acontece quando aceitamos de que existem nas nossas vidas alguns traços de religiosidade, e a cura total só acontece quando nos humilhamos e nos enchemos do Espírito Santo.

Este é o grande recurso que Deus nos concedeu para sermos livres de tudo aquilo que é prejudicial para o corpo (igreja) e para as nossas vidas. Precisamos ser cheios do Espírito Santo todos os dias da nossa vida.

(RM 8:14) Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.

(GL 5:16) Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne.


No amor de Jesus: Daniel Beda.
fonte: http://www.ameprod.com.br