Ficai e discutí ou ide e pregai!

“Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer. Pois a vosso respeito, meus irmãos, fui informado, pelos da casa de Cloe, de que há contendas entre vós.” (1 Coríntios 1:10 11). Era uma vez três grupos,o grupo dos importantes e o grupo dos urgentes. O grupo dos importantes viviam na teoria. Como na prática não faziam nada, sobrava muito tempo para observar e apontar erros que crescia a cada dia no grupo dos urgentes.


E assim fizeram vários líderes que se aprimoravam cada vez mais nessa arte. Eram homens de oração, normalmente oravam deitados na rede porque criam que o Espírito Santo não capacitava o homem e sim, fazia tudo sozinho ao tocar do sino, e assim adoravam a Deus e se sentiam muito abençoados. O grupo dos urgentes não tinha muito tempo para oração, na verdade não tinha muito tempo para Deus porque estavam atarefados demais com as coisas de Deus.


Eram homens de obras, muitos eram tão valentes que “lavavam, passavam e cozinhavam” na obra de Deus e viviam atacando o grupo dos importantes, porque estes não saíam da rede e ficavam só balançando o sino para conseguir as coisas. Também fizeram muitos líderes e assim adoravam a Deus e se sentiam muito abençoados. O quê? Está faltando um grupo? Na verdade o terceiro grupo não entra em discussões porque eles entenderam que quem é importante é Deus, e como eles, tem urgência em proclamar a palavra do Senhor, estão estudando, orando, jejuando e consagrando suas vidas para poder além de levar, ter o prazer de vivenciar e viver a palavra de Deus. Se eles são abençoados? Muito! Se acabou a história? Não! Agora é que começa, porque para esse grupo “sobrou” muito tempo para ir e pregar!